Itabaiana é uma das cidades com o maior comércio do estado de Sergipe, o município assume essas condições há vários anos, sendo denominada como celeiro comercial Sergipano, por conta da época em que mais se destacava na produção de alimentos e no fornecimento de variados produtos para capital.
A essência do comércio ainda é a feira livre, realizada atualmente nos dias de quarta-feira e sábado, a feira do sábado existe desde 1888, hoje num espaço que ocupa boa parte do centro. Em sua volta concentra-se mais da metade do comércio entre atacadistas e varejistas. Anos atrás com abertura de largas avenidas e o acelerado crescimento urbano, dessa forma passou a existir uma maior propagação desses estabelecimentos.
Atualmente existe grandes estabelecimentos comerciais, entre eles a comercialização de ouro, onde é muito valorizada pela população, sendo assim considera também como a terra do ouro. Itabaiana é um amplo centro de mercadorias comerciais, entre elas estando o ramo alimentício, imobiliário, têxtil entre outros. Muitos desses produtos são transportados por caminhões, levando mercadoria para praticamente todo o brasil, sendo assim conhecida como a Capital nacional dos Caminhões.
Os produtos podem ser encontrado com preços mais acessíveis do que os de outros estados do sul. Fora que os caminhões de feira transportam passageiros e mercadorias para outras cidades, sendo comum que na feira exista carroças de animais e os populares carregos de mão, bastante utilizados para transportar mercadorias para as residências dos moradores.
Em relação as indústrias existe desde o pequeno aos de grande porte, como bebidas, calçados, cerâmicas, móveis, construção de imóveis e etc. O comércio serrano deu um passo  inesperado ao inaugurar o primeiro Shopping da cidade, o primeiro shopping fora da grande Aracaju, um empreendimento visionário dos grandes comerciantes de Itabaiana, assim trazendo lazer, cultura e renome. também foi construído o Assaí Atacadista na cidade, mostrando assim o seu grande potencial de crescimento e visão, podendo nos surpreender a cada ano que passa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: